ISSN 1806-9312  
Segunda, 27 de Maio de 2024
Listagem dos arquivos selecionados para impressão:
Imprimir:
2295 - Vol. 56 / Edição 2 / Período: Abril - Junho de 1990
Seção: Artigos Originais Páginas: 73 a 75
George Catlin: fisiologia nasal descrita há cem anos no Brasil
Autor(es):
Sylvan Stool *
Berenice Dias Ramos **

Palavras-chave:

Keywords: nose

Resumo: Os autores comentam o trabalho de George Catlin no Livro "Feche Sua Boca e Salve Sua Vida", escrito há cem anos, no Brasil, pioneiro na descrição da fisiologia nasal e das conseqüências da respiração bucal.

Nos últimos anos, houve um interesse crescente na clínica otorrinolaringológica pediátrica, sobre os efeitos da hipertrofia adenoamigdaliana e da respiração bucal(2). Poucos sabem que, há 128 anos, George Catlin, um artista americano que viveu muitos anos entre os índios, já havia feito observações sobre as conseqüências da respiração bucal.

George Catlin viveu no século passado e tornou-se famoso como pintor de figuras humanas, principalmente índios americanos. Possuía uma capacidade intelectual muito grande o que possibilitou que, há mais de cem anos, fizesse a primeira descrição da fisiologia nasal, muito próxima da real.

O artista nasceu em 1796, na Pensilvânia, Estados Unidos, onde passou sua infância. Formou-se em Direito em Connecticut e exerceu sua profissão durante vários anos. Sempre foi interessado por pintura e retratou vários chefes indígenas americanos. Como não conseguiu vender sua obra nos Estados Unidos, mudou-se para a Europa, onde, após uma série de desastres financeiros, acabou perdendo toda a sua coleção. Viveu na miséria, durante alguns anos, na França e decidiu vir para a América do Sul em busca de ríquezas.

É no Rio Grande, Brasil, que George Catlin escreve o seu livro sobre a respiração, que foi originalmente publicado em 1861 com o nome de "Má Respiração ou a Respiração da Vida", em Nova Iorque. O livro contém fascinantes observações e ilustrações sobre a fisiologia respiratória, e obteve muito sucesso principalmente porque continha conselhos de saúde. Posteriormente foi reeditado com o nome de "Feche Sua Boca e Salve Sua Vida". Cera de 44.000 exemplares foram vendidos.

O título do livro pode parecer engraçado, mas nele Catlin aborda assuntos extremamente importantes antecipando conceitos atuais sobre fisiologia nasal. Ao afirmar que boca do homem não foi feita para respirar, assinala as conseqüência da respiração bucal durante o sono:

"Por natureza, os dentes e olhos são estritamente anfíbios; bons imersos em líquidos preparado para a sua nutrição e proteção, e com poderes de ficar abertos ao ar durante o tempo suficiente para os propósitos a que são destinados; além deste tempo, inicia o excesso eles ficam deteriorados. É a supre são da saliva, com secura da boca, a corrente de ar frio não natural através dos dentes e gengivas, durante as horas de sono, que produz malformações dos dentes, dores-de-dente, ticdouloureux, com cárie pré-matura, e perda dos dentes, tão lamentavelmente prevalente no mundo civilizado" (pág. 40).

"Entre os animais, que nunca abrem a boca, exceto para comer beber, os dentes são protegidos ar, tanto durante o dia, quanto durante a noite, e raramente cariam; mas o homem, que é um ser falante sorridente, expondo os seus dentes o ar durante uma grande parte do dia, e freqüentemente durante toda a noite, os resultados são muito diferentes - ele está geralmente desdentado na meia-idade..." (pág. 40)

Catlin observou que os índios pareciam ter conhecimento destes fatos, pois a mãe índia sempre cuidava para que seu bebê ficasse com os lábios bem fechados enquanto dormia, assegurando-se de que isto se tornasse um hábito.

"Este povo que fala pouco e dorme naturalmente, não tem dentistas ou dentifrícios, e nem precisam; os seus dentes, quase que invariavelmente, nascem e se acomodam tão regulares como as teclas de um piano..." (pág. 41)

O escritor conseguiu reconhecer e tentou interpretar um grande número de fenômenos fisiológicos.
"As fossas nasais, com o seu revestimento delicado e fibroso para purificar e aquecer o ar durante a sua passagem, foram misteriosamente construídas e projetadas para proteger os pulmões - para medir o ar e equilibrar o seu fluxo, durante as horas de repouso." (pág. 27)
"As impurezas do ar, que são aprisionadas pela intrincada organização e muco nasal, são eliminadas das barreiras internas pelo ar expirado; e o formigamento provocado pelas poucas impurezas, que passam estas barreiras, causa os movimentos musculares do espirro através do qual elas são violenta e sucessivamente eliminadas." (pág. 27)

Catlin acreditava "... que uma grande proporção das doenças prematuramente fatais para a vida humana, assim como as deficiências mentais e físicas, e destruição dos dentes, eram causadas pelo abuso dos pulmões, na má respiração do sono..." (pág. 61). Destaca a importância da respiração pelo nariz ao referir a presença de microorganismos e partículas no ar, que necessitam ser filtradas e retidas no muco nasal a fim de não afetarem os pulmões.

Ao afirmar que o sono é indispensável para recuperar as energias, mas que para ser eficaz a pessoa deve dormir com a boca fechada, prediz modernos conceitos sobre a fisiologia do sono(3).
"Qualquer pessoa que, ao acordar pela manhã, na sua hora habitual de levantar, encontrar-se com a boca seca, porque dormiu com a boca aberta, sente-se fatigada, e desejando voltar a dormir..." (pág. 22)

Muitos dos conceitos de Catlin podem ser criticados, mas se levarmos em consideração que foram emitidos há mais de cem anos, sem o auxilio dos conhecimentos e métodos de investigação de que dispomos na atualidade, somos obrigados a admitir que o seu trabalho é admirável.



Figura 1 - Várias edições do Livro de George Cattin. A mais antiga de 1861 e a mais moderna de 1891.



Figura 2 - Ilustrações de Cattin no livro "Shut Your Mouth", mostrando o efeito bucal na configuração facial.



Summary

The authors discuss George Cadin's book called "Shut Your Mouth and Save Your Li fe", written one hundred years ago, in Brazil, pioneer in the description of nasal physiology and the effects of mouth breathing.

Referências bibliográficas

1. Catlín, G. - Shut Your Mouth and Save Yot Life, 9.ed., London, Trübner and Compan; 102 p., 1891.
2. Stool, S.E. - George Catlin on mouth bree thing. Trans. & Stud. Coll. Phys. Phillad 5(2):123-8,1983.
3. Stool, S.E. & Reynolds, C.F. - George Catlin's "Mal-Respiration of Sleep": A 191 Century View of Sleep Physiology and Pa thophysiology. Sleep, 10(5): 496-8, 1987.




* Professor of Otolaryngology and Pediatrics, University of Pinsburgh School of Medicine and Children's Hospital of Pittsburgh.
** Mestre em Otorrinolaringologia pela Escola Paulista de Medicina.
Trabalho realizado no Department of Pediatric Otolaryngology, Children's Hospital of Pittsburgh. 125, DeSoto St, Pinsburgh, Pennsylvania, 15213-2583. U.S.A.

Endereço para correspondência: Berenice Dias Ramos -Rua Quintino Bocaiúva, 683, conj. 201 - Porto Alegre. 90.420 -RS.
Indexações: MEDLINE, Exerpta Medica, Lilacs (Index Medicus Latinoamericano), SciELO (Scientific Electronic Library Online)
Classificação CAPES: Qualis Nacional A, Qualis Internacional C


Imprimir:
Todos os direitos reservados 1933 / 2024 © Revista Brasileira de Otorrinolaringologia