ISSN 1806-9312  
Quarta, 29 de Maio de 2024
Listagem dos arquivos selecionados para impressão:
Imprimir:
1939 - Vol. 63 / Edição 4 / Período: Julho - Agosto de 1997
Seção: Relato de Casos Páginas: 383 a 386
FIBROMA-CEMENTO-OSSIFICANTE GIGANTE. RELATO DE CASO, TÉCNICA CIRÚRGICA E REVISÃO DA LITERATURA.
Autor(es):
Francisco Veríssimo de Mello Filho*,
Rui Celso Martins Mamede*,
Benedicto Oscar Colli**,
Antônio Carlos dos Santos***,
Jaime Nakasima****.

Palavras-chave: fibroma-cemento-ossificante, tumor parafaríngeo, cirurgia crânio-facial

Keywords: cement-ossifying fibroma, parapharyngeal tumor, craniofacial surgery

Resumo: Os autores relatam um caso de tumor fibroma-cemento-ossificante gigante de rara topografia: ocupava o espaço parafaríngeo direito, desde o ângulo da mandíbula até a fossa cranial média. Sua origem na apófise pterigóide do esfenóide é demonstrada e discutida. A despeito de ocupar essa região, foi possível sua remoção cirúrgica por acesso combinado crânio-cervical, sem seqüelas ao paciente. Os meios diagnósticos empregados e os aspectos da técnica cirúrgica adotada são apresentados, e também são discutidas a classificação e a terminologia desses tumores.

Abstract: We report a case of cement-ossifying giant fibroma of rare topography which occupied the right parapharyngeal space from the angle of the mandible to the middle cranial fossa. Its; origin in the pterygoid apophysis of the sphenoid bone is demonstrated and discussed. Even though the fibroma occupied this region, its surgical removal was possible through a combined craniocervical approach without producing sequelae for the patient. The authors describe the diagnostic methods employed and the surgical technique adapted and discuss the terminology related tho these tumors.

Os autores relatam um caso de tumor fibroma-cemento-ossificante gigante de rara topografia: ocupava o espaço parafaríngeo direito, desde o ângulo da mandíbula até a fossa cranial média. Sua origem na apófise pterigóide do esfenóide é demonstrada e discutida. A despeito de ocupar essa região, foi possível sua remoção cirúrgica por acesso combinado crânio-cervical, sem seqüelas ao paciente. Os meios diagnósticos empregados e os aspectos da técnica cirúrgica adotada são apresentados, e também são discutidas a classificação e a terminologia desses tumores.
Indexações: MEDLINE, Exerpta Medica, Lilacs (Index Medicus Latinoamericano), SciELO (Scientific Electronic Library Online)
Classificação CAPES: Qualis Nacional A, Qualis Internacional C


Imprimir:
Todos os direitos reservados 1933 / 2024 © Revista Brasileira de Otorrinolaringologia